O que é Contabilidade Online?

A Contabilidade de Custos é responsável por contabilizar todo o processo operacional, tudo o que acontece na empresa em tempo de execução, diferente do processo de integração por arquivo texto, que é realizado no final do mês (ou do período contábil), quando a empresa utiliza o Dataplace Dataplace para buscar as informações gerenciais e então gera todos os registros naquele momento.

Veja abaixo algumas das vantagens da contabilidade online:

  • Rastreabilidade do operacional: Como a Contabilidade de Custos contabiliza no momento que acontece a operação, tem-se a informação de todo o ciclo de vida (histórico) daquela operação dentro da contabilidade.
  • Informação instantânea na contabilidade: Para poder realizar um controle contábil da empresa, não é necessário que chegue até o fim do período contábil para poder visualizar as informações, no momento que aconteceu a operação, ela já está na contabilidade.

A Contabilidade de Custos visa refletir o que acontece nos sistemas gerenciais (Financeiro, entrada de produtos por compra, saída de produtos por faturamento, produção, etc) em tempo real na contabilidade.

Rotinas que utilizam a Contabilidade de Custos

Atualmente, no Dataplace, as seguintes rotinas podem ser contabilizadas na modalidade online:

Pré-requisitos para a implantação da Contabilidade de Custos

Para a implantação da Contabilidade de Custos, é necessário atender a alguns pré-requisitos:

  • No Dataplace Fiscal Contábil:
  • Novo período de fechamento.
  • É necessário realizar um novo período de fechamento, para que nesse novo período, conste apenas lotes contábeis gerados pela contabilidade modalidade online. 
  • Habilitar os recursos da Contabilidade de Custos.
  • É necessário habilitar o recurso de Produção (PCP) no cadastro das empresas no Dataplace FC.
  •  
  • Habilitar a Contabilidade de Custos no exercício contábil.
  • No cadastro de exercício contábil, deve-se marcar a opção Exercício habilitado para o processo de contabilização online.
  •  
  • Realizar o inventário:
  • É necessário realizar o inventário da empresa, tanto o físico, como principalmente o de custo, para que no momento que a contabilidade gerar os dados contábeis todos estejam o mais próximo possível da realidade da empresa. 
  • No configurador geral do sistema:
  • Colocar o custo médio como custo considerado para Pedido, Ordem de Serviço e Ordem de produção.
  • Para realizar essa configuração, no Configurador Geral do Sistema >> Custos >> Na seleção Considerar como custo do Pedido, da OS e da OP marcar a opção Custo médio
  • Utilizar a data de competência dos lançamentos para o cálculo dos custos.
  • Para realizar essa configuração, no Configurador Geral do Sistema >> Custos >> Na opção “Data de seleção dos lançamentos de pagamentos para cálculo de custo” marcar a opção Data de competência
  • Desativar a consistência do valor de custo no momento de inserir o item.
  • Para realizar essa configuração, no Configurador Geral do Sistema >> Vendas/Faturamento >> Aba Configurações – C >> Desativar a opção Consistir valor de custo no momento da inserção do item.

 É necessário desmarcar esta opção, pois existem casos que os produtos tem o valor de custo zerado no seu estoque, pois ainda não foram “produzidos” utilizando o Dataplace.

Não é possível trabalhar com Lote quando estiver implantado a Contabilidade Online.

Como realizar ajuste de estoque

Uma vez que a Contabilidade de Custos de custos está ativa, não é mais possível utilizar a movimentação de estoque, então, para realizar o ajuste de estoque (tanto o estoque físico, como o de custo) , deve ser utilizado o inventário.

Como realizar o cálculo das tarifas através do módulo Gestão de Custos

Desde que a Contabilidade de Custos de custos esteja ativa, o módulo gestão de custos irá atualizar apenas a tarifa do centro de trabalho (UP).

Pré-requisitos para o cálculo da tarifa das UPs

Cadastro da UP

No cadastro da UP deve ser vinculado um centro de custo.

Referência de cálculo de custo

Dentro do módulo de gestão de custo, deve-se criar uma nova referência para o cálculo de custos.

Variáveis envolvidas para calcular o custo do Centro de Trabalho (UP)

Para calcular o custo de determinado centro de trabalho existem algumas variáveis que influenciarão no resultado final. Variáveis estas descritas abaixo:

1. Total do centro de custo

Uma vez que a unidade produtiva já está vinculada ao centro de custo, no módulo de gestão de custo, os custos deverão ser importados através da ferramenta de importação de custos, e assim obteremos o total do centro de custo, que no nosso exemplo é R$ 14.963,05.

 Para o correto funcionamento da ferramenta de importação dos custos é utilizado o codeID003059.egn, de forma que, caso haja necessidade de personalização de processos no momento da importação da base de custos, essa possa ser feita no mesmo..

2. Minutos trabalhados dentro da referência.

Para que possa ser feito o cálculo de minutos trabalhados dentro da referência, é importante a informação de dois cadastros:

Turnos do centro de trabalho (UP).

O vínculo do turno na Unidade produtiva, deve ser feito para que possa ser calculado os minutos trabalhados diariamente.

Feriados.

O cadastro dos feriados deve acontecer, para que no cálculo de minutos trabalhados dentro da referência possa desconsiderar esses dias não trabalhados.

Para realizar o cadastro de feriados, acesse o módulo CRP – Planejamento de necessidades e materiais >> Arquivo >> Tabelas de controle >> Turnos, então selecione o turno que irá ter o feriado >> Ferramentas >> Feriados (ALT + F)

3. Índice de aproveitamento do centro de trabalho.

Deve ser informado o índice de aproveitamento da linha de produção na qual aquele centro de trabalho está.

Exemplo:

Numa linha de produção que existem 3 máquinas operando, o índice de aproveitamento é de 300%, já numa linha de produção, onde há apenas 1 máquina, o índice deverá ser de 100%.

Cálculo da tarifa da UP

Para saber como calcular a tarifa da UP clique aqui.

Este documento foi útil para você?