Tools

Nesta seção estão disponibilizadas ferramentas para auxiliar em determinados aspectos do gerenciamento dos produtos, como cálculo de sugestão de venda, revisão de estrutura, entre outros.

 Essas ferramentas são encontradas acessando o menu Estoque >> Produtos e Serviços >> Tools. As ferramentas disponíveis são:

Calcular Consumo Médio   

O consumo médio representa a demanda média ocorrida no mês, sendo fornecido na forma da manutenção Calcular Consumo médio.

Para exemplificar: O consumo médio de uma empresa que trabalha com produtos sazonais (por exemplo ventiladores), nos meses em que o clima é quente, vende-se muito mais do que em outros meses do ano. O consumo aumenta muito nestes meses e o resultado final do consumo médio sofre alterações por um valor muito maior do que a realidade de todos os outros meses. O cálculo recorrente portanto ajuda a entender essa oscilação.

Regra do Consumo Médio

Consumo médio = Qtde Vendida / Qtde de dias no intervalo

             0,1 = 3 / 30

Calcular Estoque Mínimo

Estoque Mínimo = Consumo Médio * Dias

              3 = 0,10 * 30

Calcular Estoque Máximo

Estoque Máximo = Consumo Médio * Dias

             4,5 = 0,10 * 45

Estoque de Segurança

Estoque de Segurança = Consumo Médio * Dias do estoque mínimo

Ponto de Pedido

Ponto de Pedido = (Consumo Médio * Tempo de Reposição) + Estoque de Segurança

            3,6 = ( 0,10 * 5 ) + 3,10

 Esta ferramenta é controlada pelo item de segurança: 114 – Ferramenta para calcular média.

Configurações Padrão do Cálculo de Consumo Médio 

Manutenção de Cadastro de Movimentos

Para além das opções que você verá disponíveis para o cálculo manual, também serão considerados no cálculo os movimentos de entrada e saída de estoque, configurados no ERP com uma marca de seleção na coluna Base para consumo médio?, nesta manutenção.

Você a acessa em Gestão de Compras > Administração > Setup da Aplicação > Estoques > Cadastro de Movimentos:

Basta assinalar na última coluna, quais movimentações você deseja que façam parte da base do cáculo.

É essencial considerar tanto os movimentos de entrada quanto os de saída pois isso permite uma gestão precisa do estoque, especialmente em casos de devolução ou cancelamento de vendas, onde é necessário ajustar o consumo médio para evitar equívocos.

Exemplo:

Suponha que, dentro do período definido como consumo médio, foram fechados 4 pedidos de um determinado produto, cada um contendo 100 unidades. Ao final do período, podemos calcular um consumo total de 400 unidades em 30 dias, resultando em um consumo médio de 13,3333 unidades por dia. No entanto, se um desses pedidos for reaberto e excluído do sistema, sua entrada não será considerada no cálculo do consumo médio.

Se não considerarmos essa entrada excluída, o consumo médio será calculado como 13,3333 unidades por dia. No entanto, na realidade, o consumo foi de apenas 300 unidades em 30 dias, o que equivale a uma média de 10 unidades por dia, e não 13.

Portanto, é crucial marcar corretamente esses movimentos de entrada no sistema para garantir uma base precisa no cálculo do consumo médio.

Cálculo Manual

Para o cálculo manual preencha as informações à seguir:

Considerar Pedido de Remessa

Marque esta opção para incluir, além das movimentações, os pedidos de remessa no cálculo do consumo médio.

Calcular Estoque Mínimo

Marque esta opção para atualizar a informação de estoque mínimo. Na opção Dias para cálculo do estoque mínimo você define o período em dias que o sistema utilizará para coletar informações.

Calcular Estoque de segurança

Marque esta opção para atualizar a informação do estoque de segurança, seguindo a regra de cálculo descrita acima.

Calcular Estoque Máximo

Marque esta informação para atualizar o estoque máximo e na opção Dias para cálculo do estoque máximo você define o período em dias que o sistema utilizará para coletar informações.

Exibir Relatório com Produtos Atualizados

Marque esta caixa de seleção para que seja exibida ao final do cálculo, um informativo com os produtos que foram afetados pela função.

Configurações de Agendamento 

Caso você deseje, é possível realizar o agendamento da ferramenta, ao invés de executá-la manualmente. O procedimento está em detalhes clicando aqui. Mas para que a execução do agendamento funcione, o sistema deve ser configurado adicionalmente como demonstrado abaixo.

Os dados serão atualizados com base no número de dias informados no Configurador Geral >> Configurações do Sistema >> Produto >>  Número de dias para ler os pedidos e calcular o consumo médio diário de um produto. Também as unidades para calcular os dias e o tipo de tempo devem estar conforme imagem a seguir:

Obs.: Quando o item não tiver movimentações dentro do período do cálculo do consumo médio, o sistema irá zerar o campo.

Configuração Adicional e de Multi-Empresa

CONFIGURAR BANCO DE DADOS MANDATÓRIO, DEPENDENTE(S) E OPÇÕES PARA CÁLCULO

Clique no botão em destaque dentro do retângulo vermelho:   para abrir a seguinte manutenção e configurar as demais opções para o cálculo do Consumo Médio:

Servidor e Banco de Dados

Indique o banco de dados mandatório para a execução da tarefa e clique em Adicionar (também é possível adicionar bancos dependentes).

Opções

Veja que as opções são as mesmas da execução do cálculo quando feito de forma manual.

Ao executar o cálculo serão atualizados todos os produtos nestas condições. Para visualizar o resultado, acesse as Informações do estoque no cadastro de Produtos (conforme demonstrado abaixo):

ANTES DO AGENDAMENTO

DEPOIS DO AGENDAMENTO

REFORÇANDO:
Para processamento da ferramenta é necessário:

  • Número de dias para ler os pedidos e calcular consumo médio diário do produto;
  • Unidade referente a dias;
  • Unidade de tipo tempo para consumo médio;
  • Configurar a manutenção Configuração de conexões para Cálculo de Consumo Médio, para incluir o banco de dados mandatório e dependente(s).

Calcular Custo da Célula          

Esta ferramenta permite que seja recalculado o valor do serviço do produto, ou seja, se houve alteração no valor de uma célula produtiva (UP), essa ferramenta recalcula o valor do serviço.

Caso deseje visualizar os produtos afetados pelo processo, selecione  a opção Visualiza relação dos produtos que tiveram custo alterado.

Selecione as Unidades Produtivas (UPs) desejadas e clique no botão  Calcula custo da célula.

Encontrados registros a serem calculados, é apresentada uma mensagem solicitando confirmação do processo. Caso não haja registros a serem calculados, o sistema também exibe mensagem informativa.

 Não serão consideradas as UPs que estiverem Inativas.

Ao final do processo, será exibida uma mensagem perguntando se deseja atualizar o custo do produto. Caso opte por Sim, será aberta a janela para Calcular Custo da Composição, descrita abaixo.

Calcular Custo da Composição          

Essa ferramenta permite que os custos dos produtos sejam recalculados. Selecione as opções que deseja considerar para o cálculo:

Considerar produto indexado?

Selecionando  essa opção, o sistema buscará informações dos produtos que estão indexados em outra moeda e os listará no quadro Código(s) do(s) Produto(s) com custo alterado.

Houve alteração no valor da célula produtiva?

Selecionando  essa opção, serão considerados todos os produtos que tiveram seus valores alterados na célula produtiva.

Visualiza relação dos produtos que tiveram custo alterado

Selecionando  essa opção, o sistema exibirá, ao final do processo, um relatório contendo todos os produtos que tiveram o novo custo calculado.

Por Período de Compra

Selecione  essa opção caso deseje considerar um período específico do qual foram realizadas as compras do produto. O campos referente às datas serão habilitados para que o período seja informado.

Clique no botão  Calcula Custo da Composição.

 Não serão considerados os Produtos que estiverem Inativos.

Calcular Sugestão de Venda         

Essa ferramenta permite calcular a sugestão de venda de  todos os produtos, sendo Matéria-PrimaComponenteProduto Final ou Sub Produto, de uma única vez.

 Caso o produto seja Matéria-Prima ou Componente, este cálculo atualizará o campo Sugestão (R$) do Custo Standard, localizado na manutenção Produto >> Aba Gerenciais >> 2- Custos.

   Caso seja Produto Final ou Sub Produto, este cálculo atualizará o campo Sugestão (R$) do Custo Apurado, localizado na manutenção Produto >> Aba Gerenciais >> 2- Custos.

Informe as opções:

Código(s) de Produto (em branco para todos)

Caso deseje considerar um ou mais produtos em específico, informe o código do mesmo e pressione ENTER. Ou apenas pressione ENTER para fazer uma pesquisa

Inserir

Temos duas opções: Todos produtos ativos e Produtos por Marca, neste última opção o sistema abrirá uma janela para a seleção das marcas.

Os produtos selecionados serão listados no grid, para concluir as alterações, clique no botão Processar.

 Para excluir um produto da seleção, clique sobre o mesmo e pressione a tecla DELETE.

Nova Estrutura por EDI

A ferramenta Nova Estrutura por EDI foi desenvolvida para ser utilizada pelas empresas que criam os seus produtos por meio de engenharia CAD (Computer Aided Design = Engenharia auxiliada por computador). Nestes casos, o projeto de engenharia de produtos  pode ser importado pelo Dataplace, por meio de arquivo de interface, gerando automaticamente todo o cadastro da Estrutura do produto. A nova estrutura é lida e carregada a partir de um arquivo em formato txt,  através de uma interface simples e funcional, tornando o processo automatizado e garantindo a conformidade com o projeto definido. 

 O acesso a essa ferramenta é controlado pelo Item de Segurança 4921 -Nova Estrutura por EDI.

Os arquivos de estrutura são carregados a partir de um diretório definido pelo próprio usuário e a tela de pré-visualização permite a conferência das informações carregadas antes da formação da estrutura.

Antes de iniciar o procedimento é necessário observar os seguintes pontos:

1. Apenas produtos manufaturados serão habilitados para este processo.

2. Caso o produto informado já possua uma estrutura cadastrada, o sistema irá cancelar o processo e exibir uma mensagem informativa ao usuário. Nestes casos deverá ser utilizada a ferramenta Revisão de Estrutura por EDI;

3. Todos os subprodutos e componentes da estrutura carregada necessitam estar devidamente cadastrados na manutenção de Produtos com informações idênticas aos dados dos demais softwares utilizados, caso contrário ocorrerá inconsistência de informações e o processo não será concluído.

O arquivo EDI deve ser criado obedecendo ao seguinte layout:

LEGENDA:

Tipo C – Caractere (letras e/ou números);

Tipo N – Numeral (Apenas números).

Observe os exemplos abaixo:

A – ESTRUTURA DE UM PRODUTO

PRODUTO A

     SUBPRODUTO A                       

   COMPONENTE A1

   COMPONENTE A2

   COMPONENTE A3

   COMPONENTE A4

   COMPONENTE A5

      COMPONENTE A5.1                   

         COMPONENTE A5.1.1          

SUBPRODUTO A             

   SUBPRODUTO B                                  

 MATÉRIA PRIMA 1       

     SUBPRODUTO B             

 COMPONENTE B1              

    COMPONENTE B1.1                      

        SUBPRODUTO C                 

            MATÉRIA PRIMA 2  

B – EXEMPLO DE ESTRUTURA EM ARQUIVO. EDI

Neste exemplo, apresentamos uma estrutura em arquivo de extensão . txt criado pelo software “Inventor”, onde:

SUBPRODUTO/COMPONENTE/MATÉRIA-PRIMA – Correspondem aos códigos dos produtos utilizados na estrutura. Os códigos devem ser idênticos ao cadastrado no Dataplace;

01/02/03/04/05/06 – Nível do produto na estrutura;

0000000020000000000un – Quantidade e unidade de medida do produto utilizado na manufatura;

00000 – Percentual de perda durante a fabricação;

9090 – Código da UP.

POSIÇÃO DOS CARACTERES:

Código do Produto              Nível         Código do Item                  Quantidade do Item            Unidade             Percentual de Perda           UP

1                        25                26-27      28                       52          53                                   71            72   74                       75      79                   80    89

|                         |                     | |          |                           |          |                                        |               |    |                         |         |                      |       |

SUBPRODUTO  A                     02          COMPONENTE A1          0000000020000000000               und                          00000                        9090

Após a criação da estrutura, acesse a ferramenta no sistema de Gestão de Compras, através do menu lateral Estoque >> Produtos e Serviços >>  Tools >> Nova Estrutura por EDI. Será exibida a seguinte janela:

Inicialmente, informe o produto que irá receber a estrutura digitando o seu código/descrição de cadastro ou utilizando a tecla ENTER para realizar uma busca. A busca irá considerar somente os produtos manufaturados.

Clique no botão Carregar nova estrutura, será exibida uma janela para seleção do arquivo. No campo existente ao lado do botão será exibido o caminho referente ao arquivo selecionado.

Em Nova Estrutura é possível visualizar os dados do arquivo importado contendo todas as informações da estrutura montada com encadeamento de hierarquia de acordo com seu nível.

Após realizar a conferência dos dados, clique no botão Gerar Estrutura. Será exibida uma solicitando confirmação do usuário. Clique em ‘Sim’. Caso ocorram inconsistências como por exemplo produto não cadastrado no sistema ou unidade não informada será apresentado um relatório ao usuário para que o mesmo faça os ajustes necessários no arquivo e/ou cadastros do Dataplace.

Ao término do processo será exibida uma mensagem e a nova estrutura do produto poderá ser consultada em seu cadastro, no link Estrutura.

Revisão de Estrutura por EDI

A Revisão de estrutura de um produto consiste no processo de alteração do seu projeto de modo a melhorar sua manufatura. Tratando por exemplo de substituição de materiais componentes do produto principal, quantidade empenhada, entre outros fatores. A estrutura de um produto deverá ser revisada sempre a partir de um novo projeto do mesmo, visando sempre  a sua melhoria.

Através deste recurso, será possível atualizar a estrutura de um determinado produto utilizando os dados obtidos através de um arquivo em formato txt, criado a partir de um software de Engenharia de Produtos, como o “Inventor”. A nova estrutura do produto será gerada automaticamente pelo Dataplace Dataplace sem a necessidade de intervenção manual por parte do usuário.

O destaque principal se dá pelo fato de a ferramenta exibir todas as informações a respeito das duas estruturas e ainda, demonstrar um comparativo com os itens que necessitam ser alterados. Deste modo,  o usuário realiza o procedimento de forma dinâmica sem a necessidade de recorrer ao processo manual de revisão de estrutura.

Observe o exemplo:

Suponhamos que o Produto A tenha sua estrutura original composta por um subproduto B, que por sua vez é formado por duas unidades da matéria prima C. Sua estrutura seria assim representada:

PRODUTO A

  SUBPRODUTO B

     MATÉRIA PRIMA C

A equipe de pesquisa e desenvolvimento da empresa decide substituir o subproduto B por um componente D que não necessita de matéria prima em sua composição, reduzindo os custos para a empresa. Desta forma a nova estrutura do produto fica assim estabelecida:

PRODUTO A

  COMPONENTE D

Para realizar esta alteração manualmente, seria necessário acessar o cadastro do produto principal e, em seguida, no link Estrutura excluir o Subproduto B e adicionar o Componente D.

Para casos como este, a ferramenta é um poderoso auxílio, pois apresenta ao usuário os pontos que necessitam alteração e realiza este processo automaticamente, gerando economia de tempo e recursos, como descrito no processo abaixo:

Acesse a ferramenta localizada no menu lateral Estoque >> Produtos e Serviços >>  Tools >> Revisão de Estrutura por EDI. Será exibida a seguinte janela:

Informe o produto que terá sua estrutura revisada, digitando o seu respectivo código ou utilizando a tecla ENTER para realizar uma busca. Apenas serão carregados produtos manufaturados que já possuam estrutura cadastrada.

Clique no botão Verificar Estrutura Atual. Serão exibidas no campo Estrutura Atual as informações sobre a estrutura utilizada na manufatura do produto informado.

Clicando no botão Carregar nova estrutura, uma nova tela será apresentada para que o usuário selecione o arquivo contendo a nova estrutura. No campo existente ao lado do botão será exibido o caminho referente ao arquivo selecionado.

O campo Nova Estrutura exibe a estrutura completa do produto de acordo com o arquivo carregado. A partir das duas estruturas o usuário fará uma análise, verificando suas semelhanças e diferenças.

Clique no botão Comparar estruturas.  Será exibida a mensagem “Estruturas idênticas” quando, ao término do processo de comparação não for identificado diferença nas estruturas.  

Caso as estruturas sejam diferentes, serão exibidos no campo Alterações somente os dados divergentes entre as duas estruturas, contendo o código e descrição do item a ser atualizado, bem como a alteração necessária que pode ser de nível, quantidade,  inclusão ou exclusão de itens, além das colunas Estrutura Atual e Nova Estrutura que apresenta uma prévia (Antes/Depois) da estrutura do produto durante o processo de atualização.

Ao clicar no botão Revisar a estrutura, o sistema irá substituir  os itens apontados no campo “Alteração” pelas  informações carregadas a partir do arquivo.  Para o exemplo citado acima, ao revisar a estrutura do produto A, será excluído o subproduto B com a sua matéria prima e adicionado o componente D, formando a nova estrutura do Produto.

Ao término do processo será exibida uma mensagem ao usuário e os dados da nova estrutura do produto poderão ser consultados em seu cadastro, no link Estrutura.

Termos de busca: , , , , , ,

Esta documentação foi útil para você?



    Doc. Anterior

    SKU

    Próximo Doc.

    Produto em Revisão