Utilizando Ferramentas Auxiliares SPED Fiscal

Atualizar Estrutura da Base de Dados, Importar Dados Via Extrator, Gerar Arquivo para ambiente Sped e Análise de registros para EFD ICMS/IPI.

Utilizando Ferramentas Auxiliares

As ferramentas auxiliares permitem a utilização de recursos para a complementação e auxílio aos usuários nas operações realizadas.

As ferramentas auxiliares são encontradas no menu Ferramentas.

Atualizar Estrutura da Base de Dados

Ao iniciar o uso deste módulo, primeiramente é necessário acessar esta ferramenta de atualização Atualizar Estrutura da Base de Dados, localizada no menu Ferramentas ou utilize a tecla de atalho F6 ou ALT + M + E. Pois, ela será responsável por criar a estrutura das novas tabelas necessárias para o funcionamento do módulo, com o prefixo ECD e seguido pelo número de registro.

1 – Será aberta uma nova janela com os campos já preenchidos, informando o Servidor, Usuário, Banco de Dados, Código da Empresa e Código da Filial. Estes campos são preenchidos automaticamente pelo sistema, e não são habilitados para alterações, e sim apenas para visualização.

 2 – Para iniciar a atualização, clique no botão Atualizar Estrutura da Base de Dados. Será exibida uma mensagem de confirmação.

3 – Em caso afirmativo clique em Yes. Caso contrário, clique em No. Será inicializada a atualização.

4 – Ao finalizar, clique no botão OK, e a manutenção Estrutura do Arquivo, localizada no menu Arquivo, será habilitada.

Importar Dados Via Extrator

Para o correto funcionamento desta ferramenta é necessário o Script: scrSPED_EFD01_GeraArquivoDigital.txt

Para realizar a importação de dados, deve-se seguir determinados passos:

Referência Selecionada: Neste local serão apresentadas informações sobre a referência selecionada no menu Ferramentas >> Selecionar Referências.

1 – Para abrir os níveis dos registros, basta clicar no “+” localizado na frente do registro que contenha níveis dentro deste, para fechar tais níveis clique no “-” localizado onde anteriormente havia o “+”. Pode-se expandir todos os níveis dos registros acessando o botão Ferramentas e selecionando a opção Expandir Todos os Níveis, ou então utilize as teclas de atalho Ctrl+Shift+E. Para fechar todos os níveis acesse o mesmo botão e selecione a opção Fechar Todos os Níveis, ou então utilize as teclas de atalho Ctrl+Shift+F.

2 – Marque as informações que deseja importar. Quando se marca um registro pai, consequentemente seus registros filhos também serão marcados, e marcando um registro filho seus registros antecedentes também serão marcados. Pode-se marcar todos os registro de uma só vez clicando no registro principal, será exibida uma mensagem.

2.1 – Clicando em Sim, todos os registros serão marcados, clicando em Não somente o registro principal será marcado. Caso todos já estejam marcados, ao desmarcar o registro principal será exibida uma mensagem da mesma categoria com a diferença de a pergunta ser sobre desmarcar todos.

3 – Em caso afirmativo, marque a opção Gerar os dados para as tabelas excluindo os dados antigos sem questionamento?, caso esta opção não esteja marcada, serão exibidas mensagens solicitando confirmação se deseja substituir um registro caso o mesmo já exista na base de dados.

4 – Clique no botão Importar dados via extrator (Dataport) para que seja iniciada a importação dos dados. Será exibida uma mensagem.

4.1 – Clique em Sim para continuar a importação, caso contrário, clique em Não.

5 – Conforme a importação é feita, a janela com a barra de progresso é atualizada fazendo com que o usuário saiba exatamente como está o andamento do progresso. Caso o engine code exiba uma mensagem, a barra ficará minimizada mas ainda assim estará sendo atualizada.

6 – Ao término do processo de importação será exibida a mensagem, que ao clicar em OK será apresentado um relatório de Verificação dos Registros Gerados.

A geração dos dados para o SPED Fiscal ocorre tanto em apuração sem incentivo fiscal como com incentivo fiscal, de forma que, caso a empresa não trabalhe com incentivo fiscal, o SPED será gerado normalmente, e caso a empresa trabalhe com incentivo fiscal, a apuração será gerada totalizando os valores com incentivo e sem incentivo fiscal.

Ferramenta atualizada de acordo com novo ato Cotepe: EFD ICMS/ IPI – ATO COTEPE 16 – 10 /04/2012.

Devido a atualização do módulo foram implementados os novos registros: registro H020, registro 1010 (Obrigatoriedade de registros do Bloco 1), registro 1390 e 1391 (referentes a Usina de produção de álcool). Implementado ainda campo MOT_INV no registro H005.

O programa extrator gerará somente informações para: H005: Preenchimento padrão do campo motivo do Inventário como 01 – No final no período e 1010: Geração do registro com base nos registros do bloco 1.

O registro C470 foi ajustado para enviar CFOP sempre com prefixo 5, mesmo quando for realizada venda para cliente de fora do estado.

Para notas fiscais complementares de importação, o valor da operação será o valor total dos produtos.

O script extrator passa a calcular o valor das saídas para atualizar o registro G110. Os valores das saídas são calculados com base nos novos campos da natureza de operação: 1. Saídas tributadas e equiparadas a tributadas para fins de CIAP? Neste caso as notas de saída com natureza nesta situação totalizarão o campo Valor do somatório das saídas tributadas e saídas para exportação do registro G110, 2. Saída para fins de CIAP?: Neste caso as notas de saída com natureza nesta situação totalizarão o campo Valor total de saídas do registro G110.

 A divisão de 1 / 2 resulta no índice que será utilizado para calcular o verdadeiro valor a ser apropriado de cada patrimônio no mês.

O script de importação considerará a opção “Aplicar a redução de ICMS para base de cálculo de ICMS do frete” da natureza de operação no momento de enviar a base de cálculo de ICMS para o SPED. Tendo-se essa opção selecionada o sistema fará o seguinte cálculo: Base de ICMS = Base de ICMS do item + (valor do frete do item * (1 – Percentual de reducão /100)).

Na geração do arquivo de uma empresa no “Perfil B”, os registros C460 e C470 não serão gerados.

Caso dentro da mesma referência do SPED ocorra vendas para o mesmo cliente porem em endereços de entregas diferentes será adicionado o prefixo’ _sq’ no código do cliente, onde sq representa a sequencia do endereço de entrega.

Gerar arquivo para ambiente SPED

Para o correto funcionamento da ferramenta, é necessário o script: scrSPED_ECD01_GeraArquivoTexto.txt

 Será aberta uma janela para realizar a geração do arquivo, onde deve-se seguir determinados passos:

1 – Para abrir os níveis dos registros, basta clicar no “+” localizado na frente do registro que contenha níveis dentro deste, para fechar tais níveis clique no “-“ localizado onde anteriormente havia o “+”. Pode-se expandir todos os níveis dos registros acessando o botão Ferramentas e selecionando a opção Expandir Todos os Níveis, ou então utilize as teclas de atalho Ctrl+Shift+E. Para fechar todos os níveis, acesse o mesmo botão e selecione a opção Fechar Todos os Níveis, ou então utilize as teclas de atalho Ctrl+Shift+F.

2 – Marque  as informações que deseja que sejam importadas. Quando se marca um registro pai, consequentemente seus registros filhos também serão marcados, e marcando um registro filho seus registros antecedentes também serão marcados. Pode-se marcar todos os registro de uma só vez clicando no registro principal, será exibida uma mensagem.

2.1 – Clicando em Sim, todos os registros serão marcados, clicando em Não somente o registro principal será marcado. Caso todos já estejam marcados, ao desmarcar o registro principal será exibida uma mensagem da mesma categoria com a diferença de a pergunta ser sobre desmarcar todos.

3 – No campo Diretório onde o arquivo texto será gerado informe o diretório (local/pasta) desejado para salvar o arquivo, ou então clique no botão e selecione o diretório desejado.

4 – Clique no botão Gerar arquivo para ambiente SPED (Dataport) para que seja iniciada a importação dos dados.

Caso haja o caractere | (pipe) informado em meio aos conteúdos a serem carregados para o arquivo texto, este será substituído por um espaço em branco, pois, como tal caractere é utilizado como separador padrão pelo validador do arquivo SPED, este pode vir a causar erros durante a validação.

5 – Caso haja pendências, o arquivo texto não será gerado e será exibida uma mensagem.

6 – Após clicar em OK, será apresentado um relatório com os registros pendentes.

Ferramenta atualizada de acordo com novo ato Cotepe: EFD ICMS/ IPI – ATO COTEPE 16 – 10 /04/2012.

Devido a atualização do módulo foram implementados os novos registros: registro H020, registro 1010 (Obrigatoriedade de registros do Bloco 1), registro 1390 e 1391 (referentes a Usina de produção de álcool). Implementado ainda campo MOT_INV no registro H005.

Todos esses novos registros serão gerados somente na referência maior ou igual a Julho de 2012.

Através do registro D100, poderá ser cadastrado informações para cancelamento e através dos registros 1100 e 1105 o usuário poderá cadastrar informações de exportações lançadas.

Ferramentas

Análise de registros para a EFD ICMS/IPI

Através desta ferramenta é possível visualizar as checagens disponíveis relacionadas a escrituração Fiscal Digital do ICMS/IPI.

Para acessar esta manutenção clique em menu Ferramentas >> Análise de Registros para a EFD.

O uso desta manutenção é controlado pelo Item de Segurança 4349: Ferramenta de Análise de registros do banco de dados para a EFD ICMS/IPI

Esta aba é controlada e poderá ser personalizada através do codeID004349.egn.

O usuário poderá selecionar as opções:

01 – Diferença no valor apurado de ICMS nas Entradas (EFD x Escrita Fiscal) – Esta opção irá comparar o valor do ICMS das notas fiscais de entrada enviadas ao SPED Fiscal, com o valores importados na escrita fiscal do Dataplace, listando as diferenças identificadas.

02 – Diferença no valor apurado de ICMS nas Saídas (EFD x Escrita Fiscal) – Esta opção irá comparar o valor do ICMS das notas fiscais de saída enviadas ao SPED Fiscal, com o valores importados na escrita fiscal do Dataplace Dataplace, listando as diferenças identificadas.

03 – Documentos fiscais sem itens – Esta opção irá localizar notas fiscais de entrada e saída que estão sem itens vinculados.

04 – Participantes sem localidade  – Esta opção irá localizar clientes ou fornecedores cadastrados no sistema que não possuem localidade vinculada.

05 – Participantes sem localidade na Referência Ativa”  – Esta opção irá localizar clientes ou fornecedores enviados ao SPED Fiscal da referencia selecionado,  que não possuem localidade vinculada.

06 – Documentos fiscais com itens com quantidade igual a zero – Esta opção irá localizar Notas Fiscais que possuam itens com quantidade igual a zero.

07 – Diferença no valor apurado de IPI nas Entradas (EFD x Escrita Fiscal)  – Esta opção irá comparar o valor do IPI das notas fiscais de entrada enviadas ao SPED Fiscal, com o valores importados na escrita fiscal do Dataplace Dataplace, listando as diferenças identificadas.

08 – Diferença no valor apurado de IPI nas Saídas (EFD x Escrita Fiscal)  – Esta opção irá comparar o valor do IPI das notas fiscais de saída enviadas ao SPED Fiscal, com o valores importados na escrita fiscal do Dataplace Dataplace, listando as diferenças identificadas.

09 – Diferença de ICMS entre os itens do documento fiscal e o registro analítico do documento fiscal (C170 x C190) – Esta opção irá comparar o valor do ICMS dos itens no registro C170, com os valores presentes no registro C190, ambos registros são referentes aos itens dos documentos fiscais, porém com agrupamentos diferentes.

10 – Produtos com fichas em mais de um inventário, no caso de seleção de mais de um inventário para a EFD – Esta opção irá listar produtos que estão em mais de um inventário, dentre os inventários vinculados á referência.

11 – Diferenças na apuração dos registros de saída de serviços de Comunicação e Telecomunicação (Escrita Fiscal – SPED) Esta checagem irá comparar o valor do ICMS das notas fiscais de serviços de telecomunicações enviadas ao SPED Fiscal, com o valores importados na escrita fiscal do Dataplace, listando as diferenças identificadas.

12 – Cupom Fiscal sem registro no Cupom Analítico – Esta opção irá localizar cupons fiscais que não possuem informações no cupom analítico.

13 – Diferença entre o valor total do frete dos itens da NRM e o valor total do frete da NRM – Esta opção irá listar diferenças entre o valor total do frete dos itens da NRM e o valor total do frete da NRM.

14 – Naturezas de Operação que não possuem o preenchimento do Código do ICMS FCP à Recolher ou o Código de receita ICMS DIFAL – Esta opção irá listar Naturezas de Operação que não possuem o preenchimento do Código do ICMS FCP à Recolher ou o Código de receita ICMS DIFAL.

15 – Diferença entre o estoque real e o estoque escriturado no bloco K  – Esta opção irá comparar as quantidades do controle de estoque do sistema, com as quantidades enviadas anteriormente ao SPED, realizado de forma automática os cruzamentos necessários.

16 – Notas Fiscais (C100) com destino diferente da localidade do participante, transmitido no registro 0150 – Esta opção irá verificar as notas fiscais do SPED fiscal (Registro C100), que foram emitidas para UF diferente à localização do cliente que consta no registro Cadastro do Produto (Registro 0150).

 Antes de listar as checagens é necessário que as informações já estejam extraídas, através da ferramenta importar dados via extrator.

17 – NRMs com numeração da nota fiscal maior que 9 dígitos – Esta opção irá listar as NRMs com numeração da nota fiscal maior que 9 dígitos, que são identificada geralmente como nota de serviço.

18 – Movimentações consideradas para o K280 – Esta opção irá recuperar informações para checagem dos dados do registro K280.

Selecione as opções que deseja visualizar e clique no botão Listar para que sejam exibidas as informações.

Este documento foi útil para você?