Calcular CIAP pela base de ICMS

Á partir do pack 2022.R2-S4, foi inserida uma opção a mais de cálculo para o CIAP, em Gestão Patrimonial, no módulo Fiscal Contábil do Dataplace ERP. Antes, apenas era possível efetuar o cálculo com base nas regras definidas no parâmetro da Natureza de Operação, que chegava ao coeficiente utilizando o valor contábil.

O que diz a legislação?

A forma geral de cálculo do CIAP é determinada a partir da Lei Complementar nº 87 de 13/09/1996, com as reformas e complementos na redação propostas pela LC 120 de 29/12/2005 e a LC 102 de 11/07/2000. Nela estão dispostos os termos gerais para acompanhamento e forma de tomada de crédito do ICMS sobre o ativo, com sua distribuição mensal através de uma metodologia de cálculo.

Agora, além da regra atual, é possível (também utilizando as regras da Natureza de Operação), utilizar a regra de Valor de base de cálculo de ICMS, para gerar o coeficiente.

Escolher entre um e outro, depende de como o departamento contábil de sua empresa compreende a legislação.

LEI COMPLEMENTAR Nº 87, DE 13 DE SETEMBRO DE 1996

Ela cita no “artigo 20” o seguinte “II – em cada período de apuração do imposto, não será admitido o creditamento de que trata o inciso I, em relação à proporção das operações de saídas ou prestações isentas ou não tributadas sobre o total das operações de saídas ou prestações efetuadas no mesmo período”.

Pode haver variação do crédito, dependendo da regra utilizada. Para conhecer esta manutenção de parâmetros do CIAP, clique aqui.

Quer comentar esta implementação? Fique à vontade!