Como Fazer Para…

Configurar cobrança integrada para diversos bancos (Banco do Brasil, HSBC, Itaú, etc), configurar processo de débito automático, no módulo de Cobrança Escritural do sistema de Gestão Financeira do Dataplace.

Como Fazer Para- Configurar Cobrança Integrada

Através deste tópico é possível conhecer meios de se realizar ações específicas com determinadas configurações de cadastros do sistema.

Configurar Cobrança Integrada

Com a Cobrança Escritural via transmissão de dados (EDI), a empresa passa a trabalhar informatizada, eliminando o manuseio de papéis. Todas as movimentações dos títulos à receber podem ser realizadas de forma eletrônica, reduzindo os custos operacionais entre outras vantagens e ainda agilizando a atualização do Contas a Receber.

Para gerar arquivos de Cobrança Escritural é necessário a configuração de algumas manutenções do Dataplace. Vejamos:

1. Certifique-se que o(s) engine code(s) de Cobrança Escritural esteja(m) em DataplaceScript.

2. Verifique na Manutenção de Bancos os dados referente ao(s) Banco(s) que a empresa trabalha. Por exemplo, Número do Banco, Nome, Fantasia.

3. Ainda na manutenção de Bancos, na aba de Configuração informe o nome do engine code da Cobrança Escritural no campo Script de Cobrança Escritural. Devido aos diversos modelos de engine code de Cobrança Escritural e Impressão de Bloquetos, no momento da configuração desses processos, o nome do engine code/script informado na manutenção de Bancos deverá ser igual ao nome externo da mesmo com extensão. Ainda na aba Configuração, selecione o endereço desejado (Cadastro, Cobrança ou Entrega) no campo “End. impresso na ficha de compensação” do cliente que será considerado no envio do arquivo da Cobrança Escritural e também será impresso na Ficha de Compensação tanto em casos onde a empresa ou o banco realizam a impressão do bloqueto. Na falta do endereço escolhido (Cobrança ou Entrega), o sistema exibirá uma mensagem informando que o endereço a ser utilizado será o endereço do cadastro do cliente.

4. Na aba Ficha de Compensação, será possível informar o valor do Juros e da Multa que deverá ser considerado em casos de atrasos no pagamento do título. Ainda nessa aba informe a quantidade de dias após o vencimento do título, o mesmo deverá ser protestado e o Valor do IOF a ser recolhido pelo banco.

5. Em seguida acesse a manutenção de Agências Bancárias (em menu Administração >> Finanças >> Bancos >> aba Agências Bancárias), e verifique o cadastro da agência bancárias responsável pelo recebimento do arquivo de remessa.

6. Prosseguindo a configuração, acesse a manutenção de Banco Conta Corrente (em menu Administração >> Finanças >> Bancos >> aba Bancos – Conta Corrente) e informe os dados referentes a conta corrente da empresa com o respectivo banco.

7. Ainda na manutenção de Bancos – Conta Corrente, acesse a Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, clicando no botão localizado na Barra de Ferramentas, ou então se preferir, pressione as teclas Alt+C e informe os dados referente a(s) carteira(s) da conta corrente e o Diretório padrão dos arquivos de remessa/retorno.

8. Para gerar o arquivo de Remessa acesse o menu Cobrança Escritrural >> Cobrança Escritrural >> Remessa. Uma janela de diálogo será exibida para que você selecione a Conta Corrente utilizada para a geração do arquivo de Cobrança Escritural.

9. Informe o período a ser considerado na seleção dos títulos que serão enviados ao banco. Pode-se optar pela seleção através da data de vencimento do título, ou através da data de emissão. Se necessário escolha a opção “Considerar as parcelas sem número de banco”. Se você preferir, pode-se realizar uma seleção de títulos individualmente por Cliente. Além disso você pode filtrar a seleção dos títulos pelo Tipo de Documento e pelo Tipo de Lançamento.

10. Clique no botão Exibir lista com lançamentos selecionados para cobrança, os registros que estiverem características de acordo com as seleções efetuadas, serão exibidos na janela. Em seguida clique no botão Gerar arquivo de remessa.

Quando o arquivo de Remessa é gerado com sucesso, uma mensagem é exibida e o sistema transporta o arquivo gerado para a pasta Remessa criada do diretório padrão que você informou na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. O Arquivo de Remessa deverá ser enviado ao Banco através de um programa de comunicação do próprio banco (solicite a implantação do software de comunicação e o treinamento juntamente com sua agência bancária).

Os engine codes de Cobrança Escritural farão algumas consistências caso existam algumas informações necessárias para a geração do arquivo de remessa e que não tenha sido informada pelo usuário. Neste caso, o sistema exibirá um alerta indicando qual informação que deve ser especificada. Por exemplo, o arquivo não será gerado:

  • Se o cliente (sacado do título) não possuir CNPJ/ CPF em seu cadastro (manutenção de Clientes);

  • Se o usuário não informar a Espécie do título (manutenção de Carteiras Conta Corrente);

  • Se não for especificado o Diretório padrão dos arquivos de remessa/retorno (manutenção de Carteiras da Conta Corrente).

Após a geração do arquivo de Remessa, o campo Data e Arquivo localizados na manutenção de Recebimentos na aba Dados Bancários serão preenchidos com a respectiva data da geração do arquivo de Remessa seguido do nome do arquivo.

Saiba como gerar arquivos de Cobrança Integrada para os bancos:

Banco do Brasil

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco do Brasil pode possuir de 240 posições a 400 posições dependendo do engine code  utilizado.

O engine code de 400 posições possui formato padrão CBR641 para arquivos de Remessa e padrão CBR643 para arquivos de Retorno, já o engine code  de 240 posições possui formato padrão CNAB 240.

Os arquivos de Remessa devem ser gerados seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_001_400_XX.egn,  para arquivos com 400 posições, ou codeID000424_001_240_01.egn, para arquivos de 240 posições, esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • O código da Agência cadastrada na manutenção de Bancos Conta Corrente deve ter 4 caracteres;

  • O campo Variação da carteira com o banco, localizado na manutenção da Carteiras da Conta Corrente, deve conter no máximo 3 caracteres e não pode estar em branco;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, com um dos seguintes códigos:

Carteiras disponíveis para layout de 400 posições

Carteiras disponíveis para layout de 240 posições

Para quem utiliza o engine code  de cobrança escritural de 240 posições, o código da carteira possui apenas um dígito e não dois como para arquivos de 400 posições.

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

Espécies disponíveis para layout de 400 posições

Espécies disponíveis para layout de 240 posições

  • O conteúdo dos campos Juros, Multa, Dia para protesto e Valor do IOF, localizados na Manutenção de Bancos, serão enviados no arquivo de remessa da Cobrança Escritural, caso não for atribuído valores para eles, os campos ficarão com valores zerados. Não é obrigatório o preenchimento desses campos, mas a falta dessas informações poderão influenciar nas instruções que serão impressas nos bloquetos;

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Layout de arquivos com 400 posições (bytes):

Layout de arquivos com 240 posições (bytes):

Fonte: Manual do Banco do Brasil.

O engine code que gera arquivos de 400 posições (padrão CBR641 para arquivos de Remessa e padrão CBR643 para arquivos de Retorno),  possui um recurso adicional que permite o usuário enviar no arquivo de Remessa, mensagens contendo o número da Nota Fiscal (caso exista) dos registros que compõem o arquivo.

Essas mensagens compõem o espaço reservado para observações (posição 352 a 391).

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente >> aba Configurações A, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 01:

  • Na segunda aba de Layout da Ficha de Compensação – B localizada na Manutenção de Bancos, na opção Imprimir dados da NF selecione a opção Sim (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa), como mostra a Figura 02:

Optando por esse recurso, nada influenciará na configuração das instruções codificadas, que por sua vez devem ser indicadas na manutenção Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 01 e Instrução 02.

Lembrando que o número das notas fiscais serão enviados no arquivo de Remessa nas posições 352 a 391. Caso você não queria enviar o número das Notas Fiscais, basta selecionar a opção Não, como também indica a Figura 02.

Se o responsável pela impressão dos bloquetos for a empresa, ou seja, a empresa emite os bloquetos e manda o arquivo de cobrança integrada ao banco, não será possível enviar o número da nota fiscal dos registros (caso exista) que compõem o arquivo de remessa

Ao utilizar o engine code de 240 posições para a geração de arquivos de cobrança escritural, no momento da geração do arquivo de remessa Cobrança Escritrural >> Cobrança Escritrural >> aba  Remessa, a seguinte janela é exibida:

Nessa janela você deve informar as opções para Baixa/Devolução dos títulos. Informe:

  • 1 – Baixar/Devolver: selecione essa opção para que após o prazo de dias para Baixa/Devolução informado, caso o título não seja pago, o mesmo sairá do sistema do banco. Neste caso a empresa terá que emitir um novo boleto ou ir até a agência para realizar o pagamento do mesmo. Selecionando essa opção, torna-se necessário informar o número de dias para Baixa/Devolução.

  • 2 – Não Baixar/Não Devolver: ao selecionar essa opção, você está indicando que após o prazo de dias para Baixa/Devolução, caso o título não seja pago, o mesmo permanecerá no sistema do banco e sobre ele será cobrado uma taxa mensal sobre esse serviço. Ao selecionar essa opção não é necessário informar o número de dias para Baixa/Devolução, este campo ficará desabilitado.

  • Número de dias para Baixa/Devolução: neste campo informe o número de dias para executar a Baixa/Devolução. Normalmente o número de dias para Baixa/Devolução das empresas já é definido na instituição bancária, porém caso você queira alterar o número de dias, informe a quantidade deseja nesse campo. Consulte a agência bancária para saber o número de dias para Baixa/Devolução.

    Caso seja selecionado a opção 2-Não Baixar/Não Devolver este campo ficará desabilitado, não havendo a necessidade de informar o número de dias para Baixa/Devolução.

Banco Itaú

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Itaú, segue padronização estabelecida pelo CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária), órgão técnico da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), com algumas adaptações às necessidades do Itaú. Os arquivos de Remessa possuem 400 posições e devem ser geradas seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_341_400_XX.egn esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • O conteúdo dos campos Juros, Multa, Dia para protesto e Valor do IOF, localizados na Manutenção de Bancos, serão enviados no arquivo de remessa da Cobrança Escritural, caso não for atribuído valores para eles, os campos ficarão com valores zerados. Não é obrigatório o preenchimento desses campos, mas a falta dessas informações poderão influenciar nas instruções que serão impressas nos bloquetos;

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco Itaú.

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 04:

Além disso, na manutenção de Carteira da Conta Corrente, caso a empresa queira enviar o número das notas fiscais dos lançamento, o campo Instrução 1 ou Instrução 2 deve ser preenchido com o código 93. Assim,  o engine code de cobrança escritural está apto para verificar se existe número da NF, havendo, o número será inserido no campo Sacador Avalista, que poderá ser utilizado tanto para informar o sacador do título quanto o número da nota fiscal.

Você deve indicar as instruções codificadas a serem impressas nos boletos nos campo Instrução 01 e/ou Instrução 02, porém, caso queira enviar o número das notas fiscais dos lançamentos selecionados, você somente poderá informar uma instrução codificada.

  • Na segunda aba de Layout da Ficha de Compensação – B localizada na Manutenção de Bancos, na opção “Imprimir dados da NF” selecione a opção SIM (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa) como mostra a Figura 05:

  • Optando por esse recurso, somente será possível indicar uma instrução codificada na manutenção Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 01 e Instrução 02, pois um desses campos terá que conter o código “93” para a realizar a impressão da Nota Fiscal.

Lembrando que o número das notas fiscais serão enviados no arquivo de Remessa nas posições 352 a 391. Caso você não queria enviar o número das Notas Fiscais, basta selecionar a opção Não, como também indica a Figura 05.

Se o responsável pela impressão dos bloquetos for a empresa, ou seja, a empresa emite os bloquetos e manda o arquivo de cobrança integrada ao banco, não será possivel enviar o número da nota fiscal dos registros (caso exista) que compõem o arquivo de remessa.

Particularidades do processamento do arquivo de Retorno

Ao processar um arquivo de retorno originado de uma carteira de desconto, e optar por gerar lançamentos bancários o sistema realizará o seguinte processo:

Arquivos de retorno de carteiras descontadas não possuem a data de crédito (posição 296 a 301), por isso, no momento da quitação dos registros é atribuído a estes a data de ocorrência no banco (posição 111 a 116). Ao gerar lançamentos bancários em conta corrente, será atribuído ao campo Crédito existente na manutenção de Recebimentos, a data de geração dos lançamentos, na qual é definida na janela de Lançamentos Bancários.

Quitado o lançamento, na manutenção de Recebimento você visualiza:

Onde a data de Pagamento é a data de Ocorrência (posição 111 a 116) vinda do arquivo de Retorno. E a data de Crédito é a data de geração dos lançamentos em conta corrente, definida na janela de Dados Lançamentos, no momento do processamento do arquivo de retorno.

Banco Mercantil S.A e Banco Rural

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Mercantil S.A e do Banco Rural S.A possuem 400 posições, com padrão XXXXXX e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no Tutorial Configurando Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_453_400_01.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • É necessário para a geração dos arquivos de remessa tanto do Banco Mercantil quanto o Banco Rural, o preenchimento do campo Código da empresa no Banco, localizado na manutenção de Banco Conta Corrente. O campo deverá ser preenchido da seguinte forma: AAAATTCCCCCCCD onde:

AAAA ———-> número da agência onde o cliente opera.

TT ————–> tipo de conta do Cliente (informado no campo “Espécie”).

CCCCCCC —-> número da conta do cliente.

D —————> dígito da conta do cliente.

(Estes dados poderão ser fornecidos pelo gerente junto ao Banco).

  • Se a operação (carteira) for de cobrança Caucionada ou vinculada, deve-se informar o número do contrato do cliente, no campo Convênio localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. O campo deverá ser preenchido da seguinte forma: TTCCCCCCCD onde:

TT ————–> tipo de contrato do Cliente.

CCCCCCC —-> número do contrato do Cliente.

D —————> dígito o contrato do Cliente.

(Estes dados poderão ser fornecidos pelo gerente junto ao Banco).

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, com um dos seguintes códigos:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

* Quando a impressão do bloqueto for feita pelo Cliente:

* Quando a impressão do bloqueto for feita pelo Banco:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco Mercantil S.A e Banco Rural S.A.

Particularidades Banco Rural

O engine code de Cobrança escritural do banco Rural, possui recurso para enviar no arquivo de remessa o número das notas fiscais dos lançamentos selecionados. Portanto, será gerado no arquivo de remessa um registro de mensagens para a cobrança escritural.

O registro tipo 2 (mensagens) virá logo após o registro do tipo 1 (detalhes), ou seja, sempre existirá para um registro tipo 2 para um registro do tipo 1.

Para que o registro de mensagens seja enviado no arquivo de remessa é necessário que a opção imprimir dados da nota fiscal existente na manutenção de Bancos (módulo do Financeiro) esteja como Sim. Além disso, poderão ser enviados também no arquivo de remessa o conteúdo informado nos campos Instrução 1, 2 e 3 existente na manutenção de Carteiras da Conta Corrente.

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 07:

Você pode informar nos campos Instrução 1, Instrução 2 e Instrução 3, na aba Configurações B, as instruções que você seja enviar no arquivo de remessa para que sejam impressas no boleto bancário.

  • Na segunda aba de Layout da Ficha de Compensação – B localizada na Manutenção de Bancos, na opção Imprimir dados da NF selecione a opção Sim (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa) como mostra a Figura 08:

Lembrando que o número das notas fiscais serão enviados no arquivo de Remessa no registro tipo 2 do arquivo.

Se o responsável pela impressão dos bloquetos for a empresa, ou seja, a empresa emite os bloquetos e manda o arquivo de cobrança integrada ao banco, não será possível enviar o número da nota fiscal dos registros (caso exista) que compõem o arquivo de remessa.

BankBoston

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do BankBoston, segue padronização estabelecida pelo CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária), órgão técnico da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), com algumas adaptações às necessidades do BankBoston. Os arquivos de Remessa possuem 400 posições e devem ser geradas seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_479_400_01.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • É necessário o preenchimento do campo Convênio (a ser fornecido pelo banco) localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente;

  • Se a Cobrança for caucionada informar o Número do Contrato de Caução (a ser fornecido pelo banco) na manutenção de Carteiras da Conta Corrente;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente com 1 caracter. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • A instrução que será impressa no bloqueto (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) deve ser indicada na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Instrução 2. O campo é livre para a digitação da mensagem e deve possuir no máximo 40 caracteres.

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do BankBoston.

Banco BCN

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco BCN possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_291_400_01.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. Sendo: 1 – Cobrança Simples e 3 – Cobrança Caucionada.

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

Fonte: Manual do Banco BCN.

Esse engine code possui um recurso adicional que permite o usuário enviar no arquivo de Remessa, mensagens contendo o número da Nota Fiscal (caso exista) dos registros que compõem o arquivo.

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 09:

  • Na segunda aba de Layout da Ficha de Compensação – B localizada na Manutenção de Bancos, na opção Imprimir dados da NF selecione a opção Sim (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa), como mostra a Figura10:

Caso você não queria enviar o número das Notas Fiscais, basta selecionar a opção Não, como também indica a Figura 10.

Se o responsável pela impressão dos bloquetos for a empresa, ou seja, a empresa emite os bloquetos e manda o arquivo de cobrança integrada ao banco, não será possível enviar o número da nota fiscal dos registros (caso exista) que compõem o arquivo de remessa.

Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco BCN.

Banco Tribanco

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Tribanco possui 400 posições, padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_634_400_01.egn esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

Para utilização desse engine code, é necessário que:

  • O campo Código da empresa no banco, existente na manutenção de Conta Corrente (sistema do Financeiro) deve ser preenchido com 20 posições ex. “00013345755478875851”.

  • Utilizar o 1º e 2º campo de instruções, existente na manutenção de Carteiras da Conta Corrente (sistema do Financeiro), para passar instruções codificadas, contendo 2 posições ex. “09”.

  • Quando o 1º e 2º campo de instruções estiverem preenchidos com 09, 10, 91, 92, 93 ou 74 (opções de instruções codificadas conforme o manual bancário) o campo de mensagens localizado nas posições 352 a 394 será preenchido com informações referentes as essas codificações.

  • Quando o 1º e 2º campo de instruções não forem preenchidos com os códigos 09, 10, 91, 92, 93 ou 74, a posição 352 a 394 conterá os números de notas fiscais referentes ao título que está sendo enviado na cobrança escritural. Quando o 1º e 2º campo de instruções forem preenchidos com o código 93, 3º campo de instruções será impresso nas posições 352 a 381 (30 posições). E quando o 1º e 2º campo de instruções forem preenchidos com 94 o campo 3 de instruções será impresso nas posições 351 a 391 (40 posições). Portanto, no 3º campo de instrução, você pode definir a mensagem que deseja ser impressa no boleto bancário, porém, esse campo segue as restrições acima.

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

Posição 157 a 158  e posição 159 a 160

01 – VENCIDO  COBRAR ENCARGOS DE MORA

4 – DEVOLVER SÓ A PEDIDO

9  PROTESTAR ( inicia protesto após xx dias do vencimento) Obs. A

10 NÃO PROTESTAR (Inibe protesto após xx dias do vencimento)  Obs. A

11 NÃO RECEBER APÓS 05 DIAS DO VENCIMENTO

37 RECEBER ATE O ÚLTIMO DIA DO MÊS DO VENCIMENTO

38 CONCEDER DESCONTO MESMO APÓS VENCIMENTO

40 – CONCEDER DESCONTO CONFORME NOTA DE CRÉDITO

43 – SUJEITO A PROTESTO SE NÃO FOR PAGO NO VENCIMENTO

79 COBRAR JUROS APÓS 15 DIAS DA EMISSÃO (para títulos com vencimento à vista)

84 APÓS O VENCIMENTO CONSULTAR AGÊNCIA CEDENTE

91 – NÃO RECEBER APÓS XX DIAS DO VENCIMENTO. Obs. A

92 – DEVOLVER APÓS XX DIAS DO VENCIMENTO. Obs. A

93 – MENSAGENS NOS BLOQUETOS COM 30 POSIÇÕES  Obs. B

94 – MENSAGENS NOS BLOQUETOS COM 40 POSIÇÕES. Obs. C

Observações:

(A) Informar a quantidade de dias nas posições 392 a 393

(B) Informar mensagem nas posições 352 a 381; o campo “Sacador/Avalista” será inibido.

(C) Informar a mensagem nas posições 352 a 391;  os campos “data de mora” e “Sacador/avalista” serão inibidos.

Banco Bradesco

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Bradesco possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_237_400_XX.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • Na manutenção de Banco Conta Corrente, o campo Código da empresa no banco deve ser preenchido com 20 caracteres. Você deve entrar em contato com sua agência bancária e solicitar o código da empresa no banco;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. Entre em contato com suma agência bancária e solicite o código da Carteira;

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • O conteúdo informado nos campos Juros, Multa, Dia para protesto e Valor do IOF, localizados na Manutenção de Bancos, serão enviados no arquivo de remessa da Cobrança Escritural, caso não seja atribuído nenhum valor para eles, os campos ficarão com os valores zerados. Não é obrigatório o preenchimento desses campos, mas estes poderão influenciar nas instruções a serem impressas nos bloquetos.

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

Fonte: Manual do Banco Bradesco.

Esse engine code possui um recurso adicional que permite o usuário enviar no arquivo de Remessa, mensagens contendo o número da Nota Fiscal (caso exista) dos registros que compõem o arquivo.

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 11:

  • Na aba Ficha de Compensação  localizada na Manutenção de Bancos, na opção Imprimir dados da NF selecione a opção Sim (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa), como mostra a Figura 12:

Para esse recurso, os campos Instrução 3 e Instrução 4 localizados na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente são livres para uso da empresa. As mensagens enviadas nesses campos serão impressas somente no bloqueto e não serão informadas no Arquivo de Retorno. A mensagem deve possuir no máximo 80 caracteres.

Caso você não queria enviar o número das Notas Fiscais, basta selecionar a opção Não, como também indica a Figura 12.

Se o responsável pela impressão dos bloquetos for a empresa, ou seja, a empresa emite os bloquetos e manda o arquivo de cobrança integrada ao banco, não será possível enviar o número da nota fiscal dos registros (caso exista) que compõem o arquivo de remessa.

Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco Bradesco.

Banco Caixa Econômica Federal

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) da Caixa Econômica Federal possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_104_400_XX.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • Na manutenção de Banco Conta Corrente, o campo Código da empresa no banco deve ser preenchido com 16 caracteres. Você pode entrar em contato com sua agência bancária e solicitar o código da empresa no banco, ou preencher manualmente este campo de acordo com normalidades estabelecidas pelo banco. O código da empresa no banco é formado por AAAAOOOCCCCCCCCD, onde:

AAAA ———> Código da agência CEF que você opera

                    OOO ———-> Operação

CCCCCCCC–> Número da Conta Corrente

D ————–> Dígito Verificador da Conta Corrente

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente com 2 caracteres. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 . Onde a Instrução 1 deverá ser indicada através de códigos especificados pelo banco e a Instrução 2 fica livre para critério do usuário informar a mensagem que será impressa no boleto. As mensagens codificadas são:

No campo Instrução 2, como já foi dito, você pode digitar qualquer mensagem para ser impressa no bloqueto. Essa mensagem deve conter no máximo 30 caracteres;

  • Caso você informar a Espécie 05 na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, é necessário que seja indicado na Manutenção de Bancos o Valor do IOF.

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual Caixa Econômica Federal.

Banco Finasa

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Finasa, segue padronização estabelecida pelo CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária), órgão técnico da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), com algumas adaptações às necessidades do Finasa. Os arquivos de Remessa possuem 400 posições e devem ser geradas seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que codeID000424_392_400_01.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • Na manutenção de Banco Conta Corrente, o campo Código da empresa no banco deve ser preenchido com 8 caracteres. Você deve entrar em contato com sua agência bancária e solicitar o código da empresa no banco;

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, você deve especificar o Número do Convênio (a ser fornecido pelo banco) com 9 caracteres;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente com 1 caracter. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco Finansa – Mercantil de São Paulo S.A.

Banco HSBC

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco HSBC possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que  codeID000424_399_400_XX.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • De acordo com o Layout do banco, é necessário que sejam preenchidos os campos Juros, Multa, Dias para Protesto e Valor do IOF localizados nas abas de Layout da Ficha de Compensação da Manutenção de Banco. A falta dessas informações poderão influenciar nas instruções que serão impressas nos bloquetos;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente com 1 caracter. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos “Instrução 1” e “Instrução 2” através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco HSBC.

Banco Santander

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Santander possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que  codeID000424_353_400_01.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • Na manutenção de Banco Conta Corrente, o campo Código da empresa no banco deve ser preenchido com 9 caracteres. Você deve entrar em contato com sua agência bancária e solicitar o código da empresa no banco;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente com 1 caracter. Sendo:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2. No campo Instrução 1 você deve informar um dos seguintes códigos de instrução:

No campo Instrução 2 você pode digitar qualquer mensagem com no máximo 30 caracteres que será impressa no bloqueto bancário.

  • O conteúdo informado nos campos Juros, Multa, Dia para protesto e Valor do IOF, localizados na Manutenção de Bancos, serão enviados no arquivo de remessa da Cobrança Escritural, caso não seja atribuído nenhum valor para eles, os campos ficarão com valores zerados. Não é obrigatório o preenchimento desses campos, mas estes poderão influenciar nas instruções a serem impressas nos bloquetos.

Fonte: Manual do Banco Santander.

Banco Sudameris

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Sudameris possui 400 posições, com padrão CNAB e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no tópico Como Fazer Para Configurar Cobrança Integrada.

Certifique-se que  codeID000424_291_400_02.egn  esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • O código da Agência cadastrada na manutenção de Bancos Conta Corrente deve ter 3 caracteres;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, com um dos seguintes códigos:

  • O campo Espécie, localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • O conteúdo dos campos Juros, Multa, Dia para protesto e Valor do IOF, localizados na Manutenção de Bancos, serão enviados no arquivo de remessa da Cobrança Escritural, caso não for atribuído valores para eles, os campos ficarão com valores zerados. Não é obrigatório o preenchimento desses campos, mas a falta dessas informações poderão influenciar nas instruções que serão impressas nos bloquetos;

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual do Banco Sudameris.

Para que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa, é necessário que esteja configurado na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente e na Manutenção de Banco, que o responsável pela impressão dos bloquetos é o Banco e que a empresa deseja enviar o número das Notas Fiscais, da seguinte forma:

  • Na Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, no campo Imprime a Cobrança, selecione a opção Bancos. Para isso clique na seta preta para baixo, localizada ao lado direito do campo e selecionando a opção Bancos, como mostra a Figura 13:

  • Na aba Ficha de Compensação  localizada na Manutenção de Bancos, na opção Imprimir dados da NF selecione a opção Sim (indicando que você deseja que o número da Nota Fiscal seja enviado no arquivo de remessa), como mostra a Figura 14:

Optando por esse recurso, nada influenciará na configuração das instruções codificadas, que por sua vez devem ser indicadas na manutenção Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 01 e Instrução 02.

As instruções 3, 4 e 5 ficam liberadas para que o usuário digite a mensagem que deseja que seja impresso no boleto bancário.

Lembrando que o número das notas fiscais serão enviados no arquivo de Remessa nas posições 002 a 099 do registro 3. Caso você não queria enviar o número das Notas Fiscais, basta selecionar a opção Não, como também indica a Figura 14.

Banco Unibanco

O arquivo de Cobrança Integrada (Cobrança Escritural) do Banco Unibanco possui 400 posições e segue padrão CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária) e deve ser gerado seguindo as instruções descritas no Tutorial Configurando Cobrança Integrada.

Certifique-se que  codeID000424_409_400_01.egn esteja em DataplaceScript.

Algumas considerações específicas na configuração:

  • O código da Agência cadastrada na manutenção de Bancos Conta Corrente deve ter 4 caracteres;

  • O número da Carteira que a empresa opera com o Banco, deve ser informado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, com um dos seguintes códigos:

  • O campo Espécie, também localizado na manutenção de Carteiras da Conta Corrente deve ser obrigatoriamente preenchido por um dos seguintes códigos:

  • As instruções que serão impressas nos bloquetos (caso o banco seja responsável pela impressão dos mesmos) devem ser indicadas na manutenção de Carteiras da Conta Corrente, nos campos Instrução 1 e Instrução 2 através de códigos especificados pelo banco. Sendo:

Observação: Para colocar instruções nos bloquetos, solicitar ao Gerente de Negócios de sua agência bancária. Se este campo for preenchido, a instrução do cadastro é suprimida, sendo considerada a instrução mencionada.

  • Possíveis ocorrências geradas em conta corrente a partir do processamento de arquivos de Retorno:

Fonte: Manual Banco Unibanco.

Gerar Débito Automático

O layout de débito automático foi desenvolvido com o objetivo de tornar mais fácil o intercâmbio de arquivos de débito automático entre empresas e instituições financeiras. Sua utilização apresenta como vantagens a facilidade na troca de informações, canal único, tempo reduzido de processamento, etc. Todas as movimentações dos títulos à receber podem ser realizadas de forma eletrônica, reduzindo os custos operacionais entre outras vantagens e ainda agilizando a atualização do Contas a Receber.

Configurar Débito Automático

Para gerar arquivos de Débito Automático é necessário a configuração de algumas manutenções do Dataplace. Vejamos:

1. O débito automático poderá ser gerado através do arquivo de script/engine code (arquivo texto), este  deve ser colocado em C:SymphonyScript.

2. Em Clientes aba  Dados Financeiros a opção Optante por débito automático deve estar marcada, indicando que o cliente optou por debitar em conta corrente o valor do título enviado ao banco pela empresa.

3. Ainda na manutenção de Clientes em Dados Bancário é necessário informar uma conta corrente padrão para débito automático. A conta corrente cadastrada não deve possuir caracteres diferentes de números e é imprescindível que esteja selecionada a opção Sim em Conta-corrente padrão do banco.

4. Verifique na Manutenção de Bancos os dados referentes ao(s) Banco(s) no qual prestam serviços a empresa. Por exemplo, Número do Banco, Nome, Fantasia.

5. Ainda na manutenção de Bancos (em menu Administração >> Finanças >> Bancos), na última aba Configuração informe no campo Script de Débito Automático o nome do engine code referente ao Débito Automático.

Por exemplo:

6. Em seguida acesse a manutenção de Agências Bancárias (em menu Administração >> Finanças >> Bancos >> aba  Agências Bancárias) e verifique o cadastro da agência bancária responsável pelo recebimento do arquivo de remessa.

7. Prosseguindo a configuração, acesse a manutenção de Bancos Conta Corrente ( em menu Administração >> Finanças >> Bancos >> aba Bancos – Conta Corrente) e informe os dados referentes a conta corrente que a empresa possui no respectivo banco selecionado.

8. Ainda na manutenção de Bancos Conta Corrente, acesse a Manutenção de Carteiras da Conta Corrente, clicando no botão localizado na Barra de Ferramentas, ou então se preferir, pressione as teclas Alt+C. Informe os dados referentes a(s) carteira(s) da conta corrente além de selecionar o Diretório padrão dos arquivos de remessa/retorno.

Processar Débito Automático

1. Para gerar o arquivo de Remessa de Débito Automático acesse o menu Cobrança Escritrural >> Cobrança Escritrural >> Débito Automático >> Remessa. Uma janela de diálogo será exibida para que você selecione a Conta Corrente utilizada para a geração do arquivo de Débito Automático.

2. Informe o período a ser considerado na seleção dos títulos que serão enviados ao banco. Você pode optar pela seleção através da data de vencimento do título, ou através da data de emissão. Se necessário escolha a opção Considerar as parcelas sem número de banco. Se você preferir, pode-se realizar uma seleção de títulos individualmente por Cliente. Além disso, você pode filtrar a seleção dos títulos pelo Tipo de Documento e pelo Tipo de Lançamento.

3. Clique no botão Exibir lista com lançamentos selecionados para cobrança, os registros que estiverem características de acordo com as seleções efetuadas, serão exibidos na tela. Em seguida clique no botão Gerar arquivo de remessa.

Quando o arquivo de Remessa é gerado com sucesso, uma mensagem é exibida e o sistema transporta o arquivo gerado para a pasta Remessa criada do diretório padrão que você informou na manutenção de Carteiras da Conta Corrente. O Arquivo de Remessa deverá ser enviado ao Banco através de um programa de comunicação do próprio banco (solicite a implantação do software de comunicação e o treinamento juntamente com sua agência bancária).

Após a geração do arquivo de Remessa de Débito Automático, o campo Data e Arquivo localizados na manutenção de Recebimentos na aba Informações Bancárias no sistema Financeiro serão preenchidos com a respectiva data da geração do arquivo de Remessa seguido do nome do arquivo.

Este documento foi útil para você?