Trabalhando com Bloco K

No Dataplace como ocorre a geração do bloco K? quais informações ele irá considerar?

Trabalhando com o Bloco K

 

Pré-requisitos Bloco K

O direcionamento adequado dos estoques é um fator fundamental para o sucesso de qualquer empresa, a extração das informações para o Bloco K irá considerar unicamente o estoque escriturado no sistema, desta forma manter um controle de estoque sadio e de qualidade, é indispensável para a geração do Bloco K.

 

O Bloco K não irá efetuar entradas, saídas, ajustes ou consumir itens, ele simplesmente irá refletir estas situações já realizadas no dia a dia da empresa.

 

O bloco K é parte do projeto SPED Fiscal ICMS/IPI, este é composto por vários outros registros que demonstram informações variadas, como por exemplo as notas fiscais emitidas pela empresa, controle de patrimônios (CIAP),  apuração dos impostos, etc.

 

 

 

Portanto, ter o SPED Fiscal ICMS/IPI implantado é um pré-requisito para a utilização do Bloco K, uma vez que não será possível enviar somente este bloco no SPED fiscal, a escrituração digital deve ser completa.

 

Registros do SPED Fiscal

Agora que conhecemos os pré-requisitos para a correta geração do Bloco K, vamos conhecer os registros gerados pelo sistema  para o cumprimento desta obrigação.

 

Registro 0200: Tabela de Identificação do Item (Produtos e Serviços)

Este registro é enviado no SPED Fiscal para identificação dos produtos e serviços vinculados a documentos fiscais e registros de inventário, com relação ao Bloco K deveremos observar o campo 07, que é corresponde ao tipo do produto.

Para classificar o tipo de produto cadastrado no Dataplace de acordo com a tabela estabelecida pelo governo para uso no SPED e Bloco K, basta utilizar o Campo Adicional “SY053 – Tp Item-Atividades indust., comerciais e serviços” e informar o código correspondente ao código do Item definido no Guia Prático do EFD de acordo com o seu Estágio e Origem no cadastro do Dataplace. Exemplo:

 

Empresa/Produto

Dados no Dataplace

Código Correspondente (EFD)

Loja de Artigos Esportivos/BicicletaEstágio do Produto – Final01 – Mercadoria para Revenda
Origem do produto – Comprado

 

Para maiores informações a respeito do campo adicional SY053, clique aqui.

Caso o campo adicional SY053 não esteja informado, o sistema irá considerar o estágio informado no cadastro do produto, segue abaixo correlação entre os tipos do Dataplace e SPED Fiscal respectivamente:

 

Dataplace

SPED

Estágio Final  

04-Produto acabado

Estágio Sub Produto    

05-SUb Produto

Estágio Matéria-Prima

01-Matéria-Prima

Estágio Componente

06-Produto Intermediário

Bens de Consumo

07-Material de uso e consumo

 

Vamos considerar o seguinte exemplo, o produto 014907  cadastrado no Dataplace possui o seguinte estágio:

 

 

 

 

Já no SPED Fiscal:

 

 

   Registro 0205: Alteração do item

Produtos que sofrem alterações em suas características básicas devem ser identificados com códigos diferentes, de modo que na necessidade de alterar a codificação, haverá que ser informado o código e a descrição anteriores e as datas de validade inicial e final no registro 0205.

 

Acesse o módulo pSymSPED_EFD03.exe >> Arquivo >> Tabela de controle >> Mapeamento de Produtos.

 

Nessa manutenção, informe o código Anterior e Atual do produto, além da Data de Alteração do código..

 

 

 

 

Registro K200: Estoque Escriturado

Este registro tem o objetivo de informar o estoque  final do produto na referência selecionada,  informações como saldo inicial, entrada, produção, consumo, saída e movimentações internas não serão detalhadas aqui, para melhor entendimento vamos utilizar o seguinte exemplo:

 

O produto 200.1.00002-Filme Stratch iniciou o mês de Julho de 2017 com saldo de 517.49 Kg, no decorrer do mês ocorreram algumas entradas e saídas por inventário e por transferências, ao final do mês o Saldo do produto em estoque foi de 473,16 kg, para visualização destes valores no sistema utilizaremos a Consulta Inventário de Produto do Comercial Compras do Dataplace.

 

Para acessar a consulta, clique em Estoque >> Análises e Relatórios >> Inventário de Produto.

 

Na tela de filtro devemos informar o período de seleção e o filtro por produto.

 

 

Ao acessar o Report serão apresentados os valores conforme exemplo:

 

 

 

Outra opção de consulta que pode ser utilizada para checagem do saldo e das movimentações, é a Consulta de Movimentação do Estoque, para acessar essa consulta, clique em Estoque >> Análises e Relatórios >>  Consulta de Movimentação do Estoque.

 

Conforme exposto anteriormente o registro K200 informa somente o saldo no final do período de apuração em estoque de cada produto, que no caso do produto 200.1.00002-Filme Stratch é de 473,16 Kg, vamos agora verificar a disposição deste registro através do PVA do SPED Fiscal.

 

Acessando a escrituração dentro do validador, podemos visualizar tanto os dados da Escrituração, quanto o relatório RCPE – Controle da Produção e do Estoque.

 

Para acessar os registros, clique em Escrituração >> Produção e Estoque – RCPE (Bloco K) >> Registro K100 >> Registro K200.

 

 

 

 

Para acessar o relatório, clique em Relatórios >> Produção e Estoque – RCPE >> Produção e Estoque.

 

 

 

 

Verificamos então que os valores gerados para este produto são os mesmos demonstrados no Dataplace, por isso é importante que o estoque demonstrado no sistema corresponda ao estoque físico da empresa.

 

Registro K280: Correção de Apontamento | Estoque escriturado

Conceito do registro K280

O Objetivo deste registro é escriturar correções de apontamento de estoque de período de apuração anterior à escrituração, foi criado para evitar a necessidade de retificação de EFD de períodos anteriores, com ele é possível efetuar a correção, num período X, de apontamento ocorrido em período anterior, abaixo um exemplo para melhor compreensão:

 

Em Junho de 2017 foi escriturado no Bloco K que o produto A possuía em estoque 60 unidades, em Setembro de 2016 foi realizada uma correção na quantidade do Produto A, referente ao mês de Junho.

 

Vamos exemplificar esta situação em que a necessidade de correção de apontamento é conhecida somente em mês posterior ao mês de referência do apontamento:

Escrituração de Junho de 2017:

 

0000 – 01/06/2016 a 31/06/2016

K100 – 01/06/2016 a 31/06/2016

K200 – 31/06/2016 – Produto A – Quantidade 60

 

Escrituração de Setembro de 2017:

 

0000 – 01/09/2016 a 31/09/2016

K100 – 01/09/2016 a 31/09/2016

K280 – Data de referência do estoque: 30/06/2016 – Produto A – Quant. de correção negativa: 20

K280 – Data de referência do estoque: 31/07/2016 – Produto A – Quant. de correção negativa: 20

K280 – Data de referência do estoque: 31/08/2016 – Produto A – Quant. de correção negativa: 20

 

Portanto em setembro ocorre a necessidade de uma ajuste negativo na quantidade em 20 unidades de Junho, esta correção será feita através do registro K280 da escrituração de Setembro para cada período posterior, até o período imediatamente anterior ao período de apuração em que se está fazendo a correção.

 

Se a diferença for decorrente dos apontamentos do Bloco C/NF-e, a correção deverá ocorrer no Registro C170 ou por meio de emissão de NF-e, seja do estabelecimento informante ou do estabelecimento remetente.

 

Preenchimento do Registro K280

Os eventuais ajustes retroativos devem ser realizados através da manutenção Registros da EFD – ICMS/IPI.

 

Para acessar os registros da EFD, clique em Arquivo >> Registros da EFD – ICMS/IPI >> Registro K100 >> Registro K280.

 

 

 

Ao localizar o registro K100, com um duplo clique acesse os registros filhos, será necessário realizar o preenchimento do ajuste, considerando os seguintes campos:

 

Data do estoque final escriturado que está sendo corrigido

Informe aqui, a data final da escrituração transmitida com a quantidade incorreta, por exemplo, no mês de Janeiro de 2017 enviamos um saldo de 40 peças do produto 450-Torneira, porém foi constatado que o saldo correto seria de 50 peças, neste caso,  a correção será realizada na escrituração de fevereiro, e a data final será 31/01/2017.

 

Esta data deve ser anterior à data inicial da escrituração que está sendo transmitida.

 

Código do Item

Informe aqui o código do Item,  deve ser o mesmo código utilizado no Dataplace para identificação dos produtos.

 

Quantidade de correção positiva de apontamento ocorrido em período de apuração

Informe a quantidade positiva a ser ajustada, por exemplo, em Janeiro foi informado que o produto X possui 15 unidades em estoque, posteriormente  foi constatado que o produto possui 20 unidades em estoque, devemos informar o valor 5,000 neste campo, informe 0,000 caso o ajuste não seja positivo.

 

Quantidade de correção negativa de apontamento ocorrido em período de apuração

Informe a quantidade negativa a ser ajustada, por exemplo, em Janeiro foi informado que o produto Y possui 16 unidades em estoque, posteriormente  foi constatado que o produto possui 7 unidades em estoque, devemos informar o valor 9,000 neste campo, informe 0,000 caso o ajuste não seja negativo.

 

 Com relação aos campos de quantidade positiva e negativa, somente um deles poderá ser preenchido com valor maior que zero.

 

Indicador do tipo de estoque

Informe aqui o indicador de posse do estoque, por exemplo se um produto de propriedade da empresa fica armazenado em uma outra empresa, devemos selecionar a opção ‘1 – Estoque de propriedade do informante e em posse de terceiros‘.

 

Código do participante

Informe aqui o código do fornecedor/cliente, obrigatório somente quando o tipo do estoque for “1” ou “2”.

 

Diferença entre o Estoque Real e Estoque K280

Conforme já vimos, a função do registro K280 é escriturar correções de apontamento de estoque de período de apuração anterior à escrituração, para identificar de forma simples estas diferenças, utilizaremos a checagem ’15 – Diferença  entre o estoque real  e o estoque escriturado no Bloco K’.

 

Para acessar a checagem, clique em Ferramentas >> Análise de Registros para a EFD  >> 15 – Diferença  entre o estoque real  e o estoque escriturado no Bloco K.

 

 

 

 

É necessário informar o período a ser considerado, e depois clicar em Listar, o sistema irá comparar as quantidades do controle de estoque do sistema, com as quantidades enviadas anteriormente ao SPED, realizado de forma automática os cruzamentos necessários, na imagem acima podemos constatar que no mês de Janeiro de 2017 foi enviado ao Bloco K um saldo de 30 peças do produto 0045039807013, porém devido a alguma movimentação, o saldo correto/atual do item é de 31 peças, sinalizando assim que existe uma situação que deve ser verificada, orientamos por segurança, que a checagem seja executada no mínimo considerando a referência das duas ultimas escriturações transmitidas.

 

 Com relação ao período de seleção, sempre devemos considerar o mês completo, e nunca períodos parciais, como por exemplo de 01/01/2017 até 10/01/2017.

 

A checagem irá realizar os cruzamentos e listar os resultados, cabe ao usuário analisar se diferença apontada,  ocorre por movimentações incorretas no estoque, ou por ajustes, com as informações em mãos poderá realizar o preenchimento do registro K280.

 

 A checagem irá realizar a comparação do registro K200 enviado ao SPED Fiscal, com o saldo dos produtos no estoque do sistema, não irá considerar informações já escrituradas no registro K280, cabendo ao responsável distinguir o que já foi ou não enviado deste registro.

 

A manipulação de dados de forma retroativa através do sistema, deve ser feita com muita cautela, o Dataplace disponibiliza a ferramenta período de fechamento, que tem a função de ‘travar’ as informações já apuradas, para saber mais, clique aqui.

 

Em ‘Como fazer para…’ do Bloco K, analisamos um outro exemplo de preenchimento do registro K280, para consultar esta documentação clique aqui.

 

Estoque do informante em poder de terceiros e de terceiros de posse do informante

Com relação a posse do estoque, vamos considerar as seguintes situações.

 

0-Estoque de propriedade do informante e em seu poder: Ocorre quando a Empresa-A informante do SPED Fiscal, possui um estoque de sua propriedade e em seu poder.

1-Estoque de propriedade do informante e em posse de terceiros: Ocorre quando a Empresa-B informante do SPED Fiscal, envia o produto semiacabado para industrialização na Empresa-C.

2-Estoque de propriedade de terceiros e em posse do informante: Ocorre quando a  Empresa-D informante do SPED Fiscal, recebe um  o produto semiacabado da Empresa-E  para industrialização.

 

Considerando estas situações, no Dataplace controlamos a posse do estoque através do Centro de Trabalho (UP), onde se a UP possui um Fornecedor vinculado entende-se que se trata de 1-Estoque de propriedade do informante e em posse de terceiros, e quando a UP possui um cliente vinculado é um 2-Estoque de propriedade de terceiros e em posse do informante e caso não possua cliente/fornecedor é um 0-Estoque de propriedade do informante e em seu poder.

 

 

 

 A geração do Registro K200 Irá considerar esta regra para preenchimento do campo indicador do tipo de estoque, e quando do preenchimento do registro K280 a mesma regra deve ser considerada.

 

Para um melhor entendimento vamos considerar o exemplo do Produto 10071; Acessando o cadastro deste produto, identificamos as seguintes quantidades e os locais/UP de estocagem:

 

Para acessar as informações de estoque, acesse o cadastro do Produto >> Informações do Estoque.

 

 

 

Analisando agora o cadastro dos locais de estocagem (UP) em que o produto possui estoque:

 

UP 03-Expedição

 

 

 

UP 07-Produção Barracão

 

 

UP 10-Produção

 

 

 

 Verificamos que a UP ’03-Expedição’ não possui nenhum cliente ou fornecedor vinculado, enquanto a UP ’10-Produção’ possui um cliente e a ’07-Produção Barracão’ possui um fornecedor, isso indica que:

 

UP

Descrição

Qtd. (cx)

Indicador do tipo de estoque (SPED)

03

Expedição

8

0-Estoque de propriedade do informante e em seu poder

07

Produção Barracão

2

1-Estoque de propriedade do informante e em posse de terceiros

10

Produção

5

2-Estoque de propriedade de terceiros e em posse do informante

 

Assim, a disposição destas informações no relatório Produção e Estoque no SPED Fiscal ficará da seguinte forma:

 

Para acessar o relatório, dentro do validador clique em Relatórios >> Produção e Estoque – RCPE >> Produção e Estoque.

 

 

 

 

Geração e Validação do SPED Fiscal com o Bloco K

O Bloco K é um bloco Complementar ao SPED Fiscal, os processos de extração dos dados e validação continuam os mesmos, conforme resumo abaixo:

 

1- Cadastrar Referência para Extração de Dados, para isso, vá ao menu Arquivo >> Tabelas de Controle >> Referência. Após realizar o cadastro, pressione o botão Selecionar Referência (Alt+R), para definir a referência que será utilizada.

 

2- Importar Dados via Extrator, para isso, vá ao menu Ferramentas >> Processamento do SPED >> Botão Ferramentas.

 

3- Análise de registros para a EFD, para isso, vá ao menu Ferramentas >> Análise de Registros para a EFD.

 

4- Gerar Arquivo para Ambiente SPED, para isso, vá ao menu Ferramentas >> Processamento do SPED >> Botão Ferramentas >> Opção Exportar Arquivo para Ambiente SPED.

 

Para maiores informações a respeito da utilização das ferramentas de Extração, Análise e Geração do arquivo texto,  leia o tópico Utilizando Ferramentas Auxiliares SPED Fiscal, para acessar este conteúdo, clique aqui.

 

 

Este documento foi útil para você?